Saltar para o corpo principal da página
A+ A- texto
normal

História

O município de Cruzaltense fez parte do território da fazenda Quatro Irmãos que o governo brasileiro concedeu a Empresa Inglesa de colonização (Jewish Colonization Association-ICA) pertencente a um grupo de Judeus residentes em Londres, com direito da exploração da madeira de pinho (Araucária) muito abundante na região.

Até 1944 o então município de Cruzaltense era uma área coberta por floresta de Pinheiro (Araucária angustifolia), madeira nobre muito abundante na região, a qual sua exploração tornou-se a principal fonte de renda do local. Aqui surgiu a primeira serraria que tinha como donos Oppen Petry que tinha como gerente o Ulrich Hermann Hoscheler (Germano Hoscheler) que vieram de Cruz Alta (aqui se originou o nome Cruzaltense). Anos depois Hoscheler pessoa de bem e muito culta, se tornou dono da serraria e adquire oito alqueires de terra e fez loteamento dando nome ao mesmo de Vera Cruz, dele destinou por doação lotes para construção da igreja, cemitério, escola estadual, praça e o campo de futebol.

Com a imigração, novos moradores surgiram, o comércio passou a fazer parte do cenário e Vera Cruz começou a se desenvolver economicamente. Aos vinte e sete dias do mês de junho de 1979, Vera Cruz se torna distrito de Campinas do Sul e alguns anos depois por volta de 1988, passa a se chamado de Cruzaltense.

Em 20 de setembro de 1987 numa comemoração cívica da semana farroupilha o Prefeito de Campinas do Sul na época o Sr. Leonir Antônio Bortulini lançou o desafio pela emancipação. Formou-se uma comissão composta por 11 membros. Em abril de 1988 foi feito o plebiscito, com 272 votos favoráveis; cria-se então o município em 12 de maio de 1988.

Em 06 de junho de 1988, uma comissão inconformada pela emancipação entrou com um mandato de segurança e conseguiu derrubar o decreto que criava o Município. Por volta do ano de 1992 uma nova comissão iniciou um movimento emancipacionista, mas não obteve sucesso.

Valendo-se das condições legais, da vontade da comunidade e da ação decisiva das lideranças locais, em 1996 novas comissões retomaram a caminhada em busca da emancipação e conseguiram junto ao governo estadual, com êxito, um novo plebiscito.

Por fim, conforme Lei nº 10.745 de 16 de abril de 1996, é criado o então município de Cruzaltense, que no dia 1º de outubro de 2000 realiza sua primeira eleição municipal elegendo Joarez Luis Sandri como primeiro Prefeito da história.

O período pós-emancipação, graças a mobilização das comunidades e o entusiasmo de todos, foi de muitas conquistas e beneficios para nosso município, atualmente consegue-se perceber as melhorias, marcadas pelo progresso, por muitas realizações e, especialmente, por um ânimo novo.