Saltar para o corpo principal da página

CRUZALTENSE TERÁ SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO E ESTAÇÃO DE TRATAMENTO.

Data: 15/02/2018

A obra de construção do sistema de esgotamento sanitário de Cruzaltense deve começar logo que estiver concluída a tramitação dos últimos ajustes do projeto e a orçamentação junto à FUNASA (Fundação Nacional de Saúde)  e o registro da escritura da área onde será construída a estação de tratamento.  Cerca de 20% dos R$ 2,28 milhões que a FUNASA destinou para o município já foi liberado.

Nove mil metros de tubulação serão instalados. Na avenida principal a tubulação será colocada nos passeios, para não danificar o asfalto existente. Nas ruas secundárias passará pela parte central com ligações para os dois lados da rua.  A obra está sendo planejada para atender 100% dos imóveis do perímetro urbano, inclusive os que ainda não estão construídos. O prefeito Kelly José Longo estima que o investimento atenda a demanda dos próximos vinte anos e vai beneficiar 400 famílias.

Estima-se que 95% dos municípios brasileiros não tem sistemas de esgotamento sanitário e tratamento de esgoto atendendo a totalidade da população.  Por isso, a obra coloca Cruzaltense no mapa dos municípios que resolveram os problemas de tratamento de esgoto no Brasil lado a lado com cidades como Franca, em São Paulo; Uberlândia, no Triângulo Mineiro;  Maringá , no Paraná e Palmas, no Tocantins.  Os percentuais de população com acesso a sistemas de tratamento de esgoto nestas cidades são semelhantes aos que serão obtidos em Cruzaltense. Em Franca, com 300 mil habitantes, 100% das pessoas tem acesso ao fornecimento de água, coleta e tratamento de esgoto. Em Uberlândia, que tem mais de 600mil habitantes, o índice de coleta de esgoto é de 97,23%, sendo que todo ele é tratado. Maringá, a terceira maior cidade do Paraná, com quase 400 mil habitantes fornece água e coleta de esgoto a 100% da população. Somente pouco mais de 14 mil pessoas ainda não tem acesso a tratamento de esgoto, o que corresponde a 3,7% dos moradores. Em Palmas, a capital mais jovem do país 99,99% da população tem fornecimento de água e a coleta de esgoto chega a 92% moradores, sendo que todo ele é tratado.

 

“São todos municípios muito mais populosos, com realidades diferentes de Cruzaltense, por isso esta obra assume uma importância ainda maior, porque ao mesmo tempo em que resolve o problema das famílias que já moram aqui, apresenta soluções para aqueles imóveis que ainda nem foram construídos. Cerca de 250 proprietários de terrenos já contarão com a estrutura quando decidir construir no município, no futuro”, enfatizou o prefeito. 

Arrow_Owl
Gallery big 960adf16d71f07e87017510bf409fbe5
aerea.JPG